Social
30/09/2019
Itaipu atualiza tecnologia de monitoramento de turbinas

Desenvolvido pelo Cepel, sistema monitora e analisa a operação das 20 unidades geradoras da hidrelétrica.
A binacional Itaipu atualizou seu sistema responsável por monitor as 20 unidades geradoras da hidrelétrica localizada no Sul do país, na divisa entre Brasil e Paraguai. A nova versão do SOMA (Sistema Orientado ao Monitoramento de Ativos) foi instalada neste mês pelo Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel), de acordo com nota divulgada à imprensa nesta quinta-feira, 26 de setembro.
O SOMA é uma plataforma Web para monitoramento de ativos desenvolvido pelo Cepel, para o diagnóstico preditivo de equipamentos elétricos. O sistema fornece subsídios para o planejamento de ações com base na condição online dos equipamentos monitorados.
Desde maio deste ano, o SOMA integra oficialmente o Matrix-UG, sistema que visa uma maior agilidade e precisão na identificação de anormalidades e prevenção de defeitos, e o consequente aumento na disponibilidade desses ativos.  Nessa nova versão, o SOMA disponibiliza aos usuários três novos módulos importantes: de geração de relatórios de manutenção; de interface 3D do estator das máquinas 50Hz, e de extração de dados.
Os próximos passos da evolução do SOMA consistem na integração de um sistema de diagnóstico em tempo real e na construção de um digital twin do gerador – um equivalente matemático do equipamento que poderá ser usado para estudos e simulações do comportamento da máquina.
O sistema auxiliará os gestores da engenharia de manutenção de Itaipu na avaliação do estado das máquinas e tomadas de decisões. Para isso, o sistema deverá contar com um modelo matemático capaz de descrever o comportamento mecânico das máquinas geradoras (rotmef) e um modelo matemático de falhas.

WAGNER FREIRE, DA AGÊNCIA CANALENERGIA, DE SÃO PAULO (SP), 30/09/2019